Análises, Jogos

WWE 2K22 (PC) – Análise

Depois do fracasso de WWE 2K20, a 2K fez uma pausa de um ano na franquia para refinar o seu jogo e corrigir alguns problemas graves da edição anterior. Após 2 anos desta pausa na franquia como está 2K22?

Sistema de jogo – Jogabilidade

O combate é apresentado como um sistema de combos, ao estilo dos comuns fighting games, onde temos um botão para light attacks, outro para strong attacks e um outro para grapple. Os reversals são feitos com um botão, em que quando o oponente executa um grapple temos de tentar perceber o que se segue, se é um light attack, strong ou grapple novamente.
Este novo modo de gameplay pode ser confuso no início, porém é-nos dado um pequeno tutorial para aprendermos as bases do combate. Contudo, os restantes movimentos mais avançados, teremos de descobrir sozinhos ao longo da jornada, algumas vezes o jogo ainda nos apoia com algumas dicas (por exemplo, se jogarmos o royal rumble pela primeira vez, o jogo explica como eliminar os adversários), no entanto, mesmo com essas dicas ficamos sem saber como fazer uma manopla de movimentos.

Como em qualquer jogo de wrestling, o roster é um dos pontos mais apelativos e em 2K22, podemos contar com os rosters atuais da WWE (alguns que já não se encontram na companhia, mas ainda estão no jogo, tais como Jeff Hardy), além de uma boa quantidade de lendas, que podemos de adquirir ao juntar pontos. Estes pontos servem também para desbloquear vários títulos ( ECW Champion, Hardcore Champion) e também arenas.

Uma das melhores partes destes jogos é a personalização, desde criar um novo wrestler a editar um título. No caso da personalização, as opções são variadas, desde a modificação dos rostos ao gear/equipamento utilizado no ring, podendo assim recriar wrestlers de outras companhias, por exemplo, ou até mesmo personagens de filmes/animes ou séries.

GM mode está de volta

O GM mode retorna, após mais de uma década de ausência da franquia (um dos modos mais apreciados pelos fãs). Para os novos jogadores ele funciona da seguinte forma: primeiramente podemos escolher entre as 3 brands SMACKDOWN, Raw e NXT e defender uma destas camisolas, lutando por qual tem mais audiência.

Podemos jogar contra um AI ou contra um amigo, e cada um dos GM’s tem um perk que pode ser utilizado ao longo da temporada. Este perk pode ser um “salva vidas”, quando utilizado na altura certa. Ambos os GM começam com o mesmo budget, e é aqui que começamos a tomar as primeiras decisões. Devemos ter em conta o tamanho do nosso roster e valor dele, além de escolher os wrestlers com estilos de luta que criam sinergias entre eles, tudo para obter um melhor combate. Cada wrestler tem 5 tipos de combate, tais como, brawlers, especialistas, entre outros.

Não temos de ter necessáriamente em conta este estilos, a utilização de 2 wrestlers muito populares com estilos de luta que combinam bem entre si, é uma receita para ótimo show de combate, porém, devemos saber gerir os mesmos, pois temos de ter em atenção à stamina dos lutadores, porque a partir de um certo ponto do jogo, estes poderão gerar lesões para o resto da season.

Tal como anteriormente referido, começamos um um valor fixo de budget, que para além de construir o nosso roster inicial, serve também para aumentar a qualidade dos nossos espetáculos semanais (com algumas opções que vão sendo desbloqueadas). Porém, podemos ainda contratar mais wrestlers, que se encontram em free agency ou até mesmo algumas lendas.

Todas as semanas são apresentados 3 combates nos quais escolhemos o nosso cartaz, em que basicamente quanto maior custar o cartaz (show que vamos apresentar), maior o interesse do público. Temos ainda a opção para 2 promos, estas possibilitam-nos algumas opções, para aumentarmos a popularidade dos wrestlers, podendo assim mudar a sua relação com os fãs, ficando o wrestler heel ou face (basicamente se o wrestler é good guy ou bad guy).

Aumentar o número de fãs com promos de caridade, fazer um spot de publicidade para gerar mais dinheiro nessa semana, ou por fim fazer call out a alguém do roster, tudo para iniciar ou aumentar a rivalidade entre os 2 wrestlers. Esta mecânica da rivalidade, serve principalmente para contribuir também para um bom combate, uma vez que os fãs ficam mais investidos no mesmo. Ao fim de cada espetáculo são atribuídas estrelas de 0 a 5 (do pior para o melhor resultado), ao fim de 4 semanas temos os pay per views, onde devem tentar fazer o melhor espetáculo possível, este modo de jogo foi o que mais me agradou, cada decisão tem peso tornando tudo mais estratégico, contudo podia ter mais combates por semana e mais títulos para os nossos lutadores disputarem.

Restantes modos de jogo

My Universe, tal como GM, este modo retorna e nele temos o controlo absoluto da RAW, SMACKDOWN e da NXT, além de podermos criar o nosso próprio show com arena títulos personalizáveis. É ainda possível criar as nossas rivalidades e decidir o rumo das nossas superstars. A novidade deste sistema é a Superstar Mode, onde em vez de controlar um roster inteiro, e andarmos de show em show, escolhemos o nosso wrestler de eleição e jogamos apenas com ele durante um ano, idêntico ao modo season dos aclamados SMACKDOWN vs Raw, entrando em várias storylines, umas melhores que outras, tal como na WWE.

O Showcase deste ano é sobre uma das lendas mais carismáticas da WWE, Rey Mysterio, onde vemos e tentamos recriar os melhores combates da sua carreira, com a sua narração pelo meio. Desde que a 2K pegou na franquia, este tem sido um modo obrigatório e em 2K22 não é diferente, com vários objetivos para completar ao longo do combate mantém o jogo fresco e divertido, para além de desbloquear personagens em estágios de carreira distintos.

My Rise, é onde podemos criar a nossa personagem e rumar ao estrelato na WWE e temos 4 backgrounds diferentes que vão influenciar alguns dos diálogos. Apesar de divertido, este modo peca na forma como começamos as “quests”, a maioria delas é através do telemóvel ou a falar em personagens específicas, porém, poucas possuem boas storylines. Se por acaso ganharmos um dos títulos, o jogo por vezes “esquece” que o conquistamos a favor de outra storyline (entramos no ringue sem o título, por exemplo e nem somos introduzidos como campeões). No geral não é um mau modo de jogo, mas podia ser melhorado com mais cutscenes e melhor introdução aos feuds.

Are you buggy?

Nem tudo é ouro sobre azul em WWE 2K22, pois este ainda apresenta bugs relacionados com as físicas, mas nada de muito problemático, como na edição anterior, sendo na sua maioria até engraçados. A seleção das músicas nos menus, apesar de boas são poucas e ao jogar em diferentes modos, tais como o GM mode, notámos a sua repetição. Por exemplo, ao acionarmos o streamer mode, este retira todo o som que existem nas faixas de música.
Alguns wrestlers tem as suas feições faciais mal realizadas, sendo um pouco estranhas. Os combates com vários wrestlers por vezes tornam-se muito caóticas e com bastantes bugs especialmente nos objetos interativos. Estes objetos, que podemos apanhar do chão, por vezes ficam difíceis de os agarrar, pois devemos insistir no comando para os apanhar.
O novo modo My Faction, funciona na base de cartas de wrestler (sim, ao estilo My Team do NBA 2K), onde podem construir uma equipa de 4 wrestlers e batalhar por rewards contra AI, 100% single player. No papel o modo não é predatório como o Ultimate Team, porém temos acesso a wrestlers de diferentes eras, que apenas podem ser jogados neste modo, tendo um render completo e move sets diferentes. Este modo não tem micro transações tão agressivas, mas não deixa de as ter (algo que não aprecio, esta forma de desbloquear as coisas sem qualquer esforço).

No geral para todos fãs de wrestling, 2K22 é um bom regresso, mas ainda não está perfeito, nem perto disso, mas diverte para quem gosta do género, com inúmeros novos modos de jogo.

7.0
Score

Pros

  • Sistema de combate tipo fighting game
  • Roster bastante extenso
  • Personalização gigante
  • GM mode é viciante
  • Showcase continua um modo sólido
  • My universe permite dar asas a nossa criatividade e dream feuds

Cons

  • Alguns bugs nas físicas
  • Pouca seleção de músicas e mau streamer mode
  • My faction é um mode interessante mas uma desculpa para microtransações
  • My rise podia ter melhores feuds, mais cutscenes e melhores introduções para as story lines
  • Combates com muitos wrestler ficam caóticos e com alguns bugs (money in the bank)

Related posts