Antevisões, Jogos

Stellar Blade (Demo) – Antevisão

Este título já foi anunciado à uns anos, mais concretamente em 2021 num PlayStation Showcase, contudo o jogo tinha o título provisório de “Project Eve” e que seria desenvolvido pela Shift Up. Fiquei surpreendido e curioso com o que esta experiência poderia ter a oferecer devido à inúmeros fatores, mas o mais gritante era a sua apresentação.

Demo surpresa que não foi surpresa


Após o suposto erro de uma demo ter sido disponibilizada para público e que imediatamente foi retirada das nossas mãos. A ideia da existência de uma demo deste jogo entusiasmou-me, o que significaria que podia controlar Eve (personagem principal jogável), antes do dia do lançamento do jogo.

Humanos contra Alienígenas

A história presente, é de início algo já visto, trata-se de uma guerra de humanos contra entidades alienígenas, esta que acaba por se vencida, sem surpresas, por estas criaturas. Após um infeliz incidente, Eve, tem que salvar o mundo na companhia de um robô controlado por alguém que se encontrará após a conquista dos seres vindos do outro mundo.


Algo que me conquistou à primeira vista, foram os visuais, que este jogo apresenta. Não só gráficos de cair o queixo como uma sequência inicial com uma cinematografia magnífica. O primeiro shot no jogo em que Eve saí da cápsula e após ter o auxílio da sua companheira e nesse exato momento há uma explosão, faz um jogador ficar em êxtase com uma magnífica sequência que deixou-me a desejar por mais assim.

Hack and Slash ou Souls like?


Tendo eu então, experienciado a demo tenho a relatar que muitos que jogaram, irão se deparar com a seguinte questão. Isto não era um hack and slash? Bem, na realidade sim e não, passo a explicar. Como é comum em muitos jogos do tipo como;  Devil May Cry, Bayonetta, etc… Este não tem um sistema de combos extensivo e ao contrário destes exemplos, Stellar Blade é um jogo que se mantém os confrontos no chão. Contudo, não, este não é também um Souls like como muitos apontaram, acho que o facto de elementos que estão presentes em outros jogos e que se apresentam em jogos Souls, faz a confusa na cabeça dos jogadores, porque um dos fatores para definir um jogo Souls é o grau de “dificuldade” e sendo este um título que permite escolher entre diferentes dificuldades, faz com que seja no mínimo um Action RPG. Mas não nego a parecença à Sekiro, na questão de o perry ser uma ferramenta quase obrigatória e que irá dar vantagem para o jogador e para não falar na satisfação de quando se executa um bem.
Como referido o combate não apresenta grandes combos (pelo menos do que a Demo aparenta). Contudo é possível desbloquear várias skills no avançar do jogo que podem mudar o estilo de jogabilidade, dando opção para o jogador fazer assim o seu caminho.

Muita inspiração no Nier Automata

Nesta pequena meia hora, este jogo demonstra alguns traços de um Nier Automata, em diversos fatores. Um gritante e que se tornou polémico foi a questão da sexualidade da personagem (nem vou muito a fundo na temática, ainda vem um grupo a carregar tochas atrás de mim). A narrativa que envolve um mundo pós apocalíptico conquistado por uma espécie alienígena, é relativamente diferente, mas no que toca a ideia de ser humana contra uma entidade que se establece na terra. Apesar de espetacular e o que me parece que seja jogo candidato para melhor banda sonora, a mesma apresenta uns vocais e melodia que se pode ouvir de fundo. No entanto isto tem uma explicação, o compositor Keiichi Okabe,  trabalhou igualmente na franquia Nier. Independente se fosse o caso, aceito a inspiração do jogo no Nier: Automata. Acho que mesmo assim, consegue oferecer algo diferente e que promete bastante. Outro ponto que destaco é a apresentação, a maneira como a câmara à sido colocada, mesmo na questão de estética, cheira muito a Automata. Contudo, isto não significa que é Stellar Blade consegue se destacar por si só, mas é impossível ignorar estes aspetos ao jogar o jogo.

Excitado por pegar em mais Stellar Blade


É verdade que a Demo é curta, mas, fiquei surpreendido em saber que existe um extra e foi esse extra que me fez exclamar: “Porra!”.

Este tornou-se num dos meus jogos mais aguardados e qual mal posso esperar para ter as mãos em cima. Para uma altura tão sombria para a Sony, fico aguardado em ver estas mais recentemente apostas e espero ver mais do tipo. Isto só vem a provar que a Sony para lançar os seus AAA de peso, necessita dos AAA mais leves. Sendo que estou exausto do anúncio de Remakes e Remastereds para a PS5!

Related posts