Subscribe Now
Trending News
Análises, Jogos

Space Avenger – Empire of Nexx (PC) – Análise

Space Avenger – Empire of Nexx desenvolvido pelas empresas Clement Willay Games e ILIKESCIFI Games, criadores de jogos tais como: THE BLIND PROPHET, GRAVITY ISLAND e LUOR. Conforme, se têm vindo a apresentar, estes criadores de vários estilos de jogos, agora trazem um género de arena de shooter, mas no espaço. Space Avenger, como é um jogo de arena shooter no espaço, com naves espaciais, em que o objetivo é conquistar vários planetas nos diferentes campos de batalha.

As Naves…

A premissa desta aventura é que “O todo-poderoso Império Nexx declarou guerra à humanidade!“, dando a possibilidade a um aspirante a piloto fazer frente a esta ameaça. Sumariamente este videojogo nos apresenta:
O Império de Nexx cresce sem controlo, conquistando Mundo após Mundo. Não parece existir esperança para estes Mundos…Mas o que é que um piloto novato pode fazer? Será possível, uma pessoa mudar o destino de toda a galáxia?
Space Avenger é uma arena super rápida, com vista da nave de cima para baixo, sendo possível construir, adaptar e melhorar a nossa nave, com diversas habilidades que podemos adequirir, e que nos vão ajudar na guerra contra o Império Nexx. Viajando através de intensas batalhas em cerca de quinze Mundos diferentes, enquanto tentamos nos defender do Império. Lutando contra “bosses” gigantescos, mas com a ajuda de um arsenal devastador que temos acesso e em constante evolução, que nos permite superar todos os desafios que nos esperam. Este jogo também nos apresenta elementos simples de PRG, que permitem que seja viável ganhar experiência em cada batalha e, mesmo com a derrota, usa-la para atualizar a nave.

Space Avenger – Empire of Nexx, é um jogo bastante simples e fluído, onde apenas temos de sobreviver e destruir todas as waves do Império Nexx que vão surgindo. Mas, é de se destacar esta simplicidade, por nos mantermos vivos e poder dizimar todos todos os inimigos, fazendo surgir adrenalina regularmente, tornarnando assim esta aventura viciante.
Em termos de mecânicas, a minha experiência foi com joypad (este jogo também existe para a Nintendo Switch, no entanto não tive oportunidade de experiencia-lo na consola, mas é possível ter a ideia desta jogabilidade). É possível controlar os movimentos da nave com o analógico, os triggers servem como lock-on e disparo, e os restantes botões são todas as habilidades com que podemos equipar na nossa pequena nave, como por exemplo, um boost curto de velocidade para conseguirmos nos esquivar com facilidade dos ataques inimigos e os mísseis mais potentes que vamos adquirindo ao longo da nossa evolução.
Este videojogo, apresenta-nos diversas arenas de combate (ou Mundos para reconquistar), sendo que apenas mudam alguns elementos que estão dispersos no mapa. No entanto, os inimigos que vão surgindo, aumentam não só em número, mas também em dificuldade. Inicialmente, defrontamos minúsculas naves de rastreamento (que apenas vêm ao nosso encontro, sem dispararem qualquer arma, mas assim que nos tocam explodem e causam dano), conforme avançamos, as naves que aparecem no nosso caminho têm diversas munições de forma a dificultar a nossa missão.
Contudo, e tal como mencionado anteriormente, mesmo que não consigamos derrotar os nossos inimigos e percamos a missão, toda a experiência e materiais ganhos, não se perdem e podem ser utilizados para fazermos “upgrades” à nossa nave, e assim, melhoramos a capacidade desta para derrotarmos mais facilmente os nossos inimigos, mas também resistirmos durante mais tempo.
Apesar de muito simples, e de ser possível selecionar a dificuldade em que queremos obter a experiência neste jogo, posso vos garantir que mesmo na dificuldade easy vão sentir diversas adversidades e muitas missões não vão ser concluídas à primeira tentativa, fazendo com que o jogo seja bastante desafiante, para aqueles que gostam deste tipo de experiência.

Arena Espacial…

As empresas Clement Willay Games e ILIKESCIFI Games, conseguiram gerar um jogo bastante simples, com mecânicas básicas e que funcionam impecavelmente para este género de aventura (muito à semelhança do género de vídeo-jogos dos anos 80 e 90). No entanto, ao incluir os elementos de RPG, de ser possível fazer upgrades à nave, e assim, melhorar a nossa performance de combate, traz uma experiência diferente e muito mais desafiadora. Toda esta combinação torna Space Avenger – Empire of Nexx, tentadora e extremamente viciante, sem nunca esquecer o facto da adrenalina que é gerada pela constante batalha pela sobrevivência e destruição dos inimigos.
Neste estilo de jogos de arena, a estória é maioritariamente deixada para segundo plano, o que na minha opinião, a inclusão de uma, o desenvolvimento mais profundo e envolvente da mesma, poderia ser enriquecedor (ou talvez uma inovação) tornando a experiência ainda mais interessante.
A nível de gráficos, estes não são os mais deslumbrantes, contudo, podem ser considerados adequados ao género. Porém, se estes fossem um pouco melhores (ou inclusão de mais alguns detalhes), poderia enaltecer mais o grafismo desta aventura, melhorando todo o ambiente circundante.
Quanto à banda sonora, esta não é o mais impactante, no entanto, esta auxilia a imergir neste ambiente espacial e de arena que nos rodeia, o que nos dá uma boa experiência de jogabilidade.
Destaca-se que Space Avenger – Empire of Nexx é um jogo com um preço base de 12,49 € na Steam, o pode parecer um pouco excessivo para o género de jogo, contudo, consegue ser bastante divertido, desafiante e viciante.

Partilhamos, convosco o trailer desta arena espacial…

8.0
Score

Pros

  • Simplicidade do jogo
  • Mecânicas interessantes
  • Elementos de RPG básicos, mas que melhoram toda a experiência do jogo
  • Desafiante (mesmo na dificuldade mais baixa)
  • Banda sonora

Cons

  • Poderia existir um evolvimento maior da estória apresentada
  • Preço (12,49 € na Steam)

Final Verdict

Steam Requisitos Mínimos: Sistema Operativo - Minimum Windows XP SP3 Operating System. Supports Vista, 7, 8 and 10; Processador - Intel from 2GHz or equivilent AMD family; Placa gráfica - 2GB Video Memory; DirectX - Versão 9.0; Espaço no disco - Requer 2 GB de espaço livre.

Related posts