Análises, Jogos

Pokémon Legends: Arceus (Switch) – Análise

Pokémon Legends: Arceus, é o mais recente jogo da franquia de Pokémon, focado na região de Sinnoh (com o nome de Hisui), mas há muito muitos anos atrás, quando ainda esta região tinha uma população reduzida e a relação entre humanos e PoKémon não era aquela que todos nós conhecemos.

Pokémon Legends: Arceus, desenvolvido pela Game Freak e publicado pela Nintendo em conjunto com The Pokémon Company. Sendo um vídeojogo, que está inserido na celebração do aniversário dos 25 anos do Mundo Pokémon, Legends: Arceus, aposta num formato um pouco diferente daquele que todos os aficionados estão habituados, acabando por estar mais enquadrado num género de RPG – Open World, onde a nossa personagem tem todo o Mundo de Hisui para explorar e pesquisar todos os Pokémon dessa região, ajudando o grupo de cientistas a compreenderem melhor a vida destes pequenos bichinhos, mas também com o seu próprio interesse pessoal, tendo a missão de os conhecer a todos.

O Passado de Sinnoh…

Tal como mencionado anteriormente, Pokémon Legends: Arceus passa-se na província de Hisui, que após se desenvolver se tornará na região de Sinnoh. De imediato, o nosso pequeno herói acorda, assim que meio perdido numa “dimensão estranha”, em que um ser grandioso, nada mais do que o próprio Pokémon Arceus, que nos confia a missão de encontrar todos os Pokémon de Hisui.

Do nada, caímos nesta região vindos de um vórtice que paira sobre a maior montanha de Hisui, e é quando somos encontrados pelo professor Laventon e 3 pequenos Pokémon que o levaram até nós, sendo eles: Rowlet, Cyndaquil e Oshawott.

Logo após este incidente, o professor explica-nos onde nos encontramos, ficando com a ideia que vimos de um futuro, com a missão de encontrar todos os Pokémon daquela região, ao que o Sr. Laventon fica contente por esse nosso objetivo, já que ele próprio tem um súbito interesse na investigação dos Pokémon, acabando por concordar nos ajudarmos mutuamente.

A nossa pequena aventura começa de imediato, tendo que capturar os 3 Pokémon que temos à nossa frente. Contudo, devemos fazê-lo com todo o cuidado, pois ao contrário de jogos anteriores, nem sempre os Pokémon são amigáveis, pois uns vão fugir de nós numa corrida desalmada, mas os mais corajosos vão nos confrontar e até mesmo atacar, podendo deixar o nosso herói inconsciente.

Com uma enorme liberdade de movimentos, podemos usar um método de stealth para não sermos avistados e assim mais facilmente capturamos os Pokémons, ou então apostar numa investida repentina para conseguirmos apanhá-lo desprevenido, pois se nada disto resultar, no caso de termos algum amigo Pokémon para nos auxiliar na batalha teremos de o fazer à semelhança dos que todos conhecemos, no entanto, se não tivermos nenhum amigo, temos de nos esquivar dos ataques dos pequenos bichinhos e tentar capturá-los.

Após este “pequeno” segmento de estória do Mundo e tutorial do jogo, somos então escoltados até à aldeia de Jubilife, onde somos apresentados à expedição e equipa de pesquisa a Corporação Galaxy, liderada pela capitã Cyllene, que ao longo do jogo nos dá novas missões ou contratos para que possamos subir o nosso nível de pesquisa dentro da corporação.

Para além desta corporação, também conhecemos dois clãs rivais, o Diamond Clan liderado por Adam e Pearl Clan liderado por Irida. A partir deste momento temos tudo o que precisamos para iniciar a nossa expedição, sempre com a possibilidade de encontrar novas tarefas de forma a ajudarmos todos os aldeões a conhecerem melhor os Pokémon e assim tentarem criar uma melhor relação entre todos.

O Novo estilo de Pokémon…

Pokémon Legends: Arceus, vai marcar a franquia de Pokémon, sendo aquele que mais “foge” ao típico jogo de Pokémon que já estamos habituados. Pois nesta nova versão, temos todo um Mundo novo para explorar, em que andamos livremente de forma a encontrar todos os Pokémon da Pokédex, sendo possível interagir com eles, usando diversas estratégias para levarmos a bom porto a nossa missão.

Neste jogo é possível usarmos alimento (p.e.: berries, receitas de comida) de forma a que este baixe a guarda e assim seja mais fácil a sua captura, principalmente quando enfrentamos os Pokémon Alpha (uma nova versão dos pequenos bichinhos, em que são bastante maiores e mais fortes do que a versão normal).

Este novo formato, também nos permite apostar nos Pokémon que queremos e ajudando-nos mais facilmente a completar a pesquisa de cada um deles de forma rápida, já que todos os Pokémons habitam livremente a região de Hisui.

A mais recente fórmula, pode se tornar numa nova identidade para a franquia, pois cada vez mais pode ser possível aproximar o jogador ao Mundo e fazer-nos imergir quase como habitantes de Hisui.

Apesar de Legends: Arceus, ser surpreendente, bastante inovador para a franquia e superando muitas expectativas, nem tudo é um “mar de rosas”, pois com este estilo de RPG – Open World, sentimos que o Mundo é um pouco vazio (quase parece uma versão beta do jogo, ou dá a sensação de estar inacabado), além disso, sendo focado muito em conversa, a utilização de um voice acting era algo que melhoraria bastante a experiência. Contudo, e apesar destes pontos menos positivos, este novo título mantém-se extremamente divertido e vai levar aos jogadores jogarem durante diversas horas, mesmo só pela diversão, muito devido ao sistema de combate e captura de Pokémons.

O avanço da estória de Legends: Arceus, não é algo extraordinário e pode até levar alguns ao desgaste pela repetibilidade, pois tudo se foca na pesquisa (research) de Pokémons e da sua cadeia evolutiva, onde temos diversos objetivos de fazer esta pesquisa, seja por captura, batalha, visualização ou utilização de determinados ataques de um Pokémon em específico. Além disso, o início deste recente título é bastante lento, focando num “tutorial” (com alguma estória integrada).

Em suma, Pokémon Legends: Arceus, apresenta-se como uma levada de ar fresco para a franquia de Pokémon, sendo algo satisfatório, com toda a inovação presente no jogo e a própria forma como o Mundo está desenvolvido, assim como o enquadramento da estória, apesar de alguns problemas já apontados, como é o caso da falta de um voice acting, assim como o nível gráfico estar um pouco aquém do esperado ou até mesmo de um possuir um “Open World vazio”. Contudo, é possível que mais elementos sejam adicionados ao Mundo, aumentando assim toda a experiência e vida do jogo (algo especulativo, nada confirmado até ao momento, mas possivelmente algo que os jogadores iriam apreciar).

Além de tudo isto, é um jogo divertidíssimo de se jogar e experienciar, com diversos Pokémons para capturar, alguns com novas formas, designs ou tipos. Destaca-se ainda, que é recompensador completar as pesquisas dos Pokémon, pois, quanto melhor for o nível de pesquisa deste, maior é a probabilidade de ter encontros com Pokémons na sua versão shiny. E para aqueles que têm ficheiros de gravação de jogos anteriores, como é o caso de Pokémon Sword/Shield (obtemos Shaymin e roupas para o nosso personagem), Pokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl (adquirimos Darkrai e roupas para o nosso personagem), assim como Pokémon Let’s Go Pikachu/Eevee que obtemos uma máscara de Eevee e Pikachu.

Partilhamos, convosco o trailer do novo jogo da franquia de Pokémon

8.0
Score

Pros

  • Novo formato de jogo bastante interessante
  • Pokémon Legends: Arceus gera uma diversão imensa
  • Forma como o Mundo está desenvolvido e bem estruturado
  • Sistema de combate e captura de Pokémons bastante fluído

Cons

  • Open World um pouco vazio
  • Jogo maioritariamente focado na pesquisa de Pokémons
  • Nível gráfico um pouco aquém do desejado
  • Neste tipo de RPG, um voice acting era um acréscimo excelente

Related posts