Subscribe Now
Trending News
Artigos, Jogos

Marvel’s Avengers Beta – Antevisão

Graças à popularidade da Marvel nos últimos anos, temos tido direito a uma grande variedade de jogos dos famosos super-heróis. À medida que iam saindo os filmes dos grandes heróis, iam surgindo também jogos que os teriam como personagem principal e alguns experimentos vindos da Activison, onde uma enorme variedade deles era focada no Homem-Aranha. Após tantos anos sem qualquer tipo de jogo da Marvel, inesperadamente surgiu, Marvel Spider-Man desenvolvido pela Insomniac e tratava-se de um exclusivo para a Playstation 4. Este tornou-se um dos meus jogos prediletos da PS4 sendo até o primeiro ao qual fizera o trofeu de platina.

“Avengers Assemble”

Após o anúncio do jogo do aranhiço para a PS4, surgiu um teaser em 2017 para o projeto que estava a ser desenvolvido pela Crystal Dynamics e distribuído pela Square Enix, tratava-se de um jogo que se focaria nos Vingadores. Após 2 anos de silêncio foi revelada uma sequência de jogabilidade na E3, que deixou o público bastante dividido, mais tarde foi revelado que se tratava de um Game as a Service, algo estilo Destiny.

Dias antes do lançamento, fomos presenciados com uma Beta na qual poderíamos experimentar os nossos heróis em primeira mão. Nesse período experimental teríamos a possibilidade de jogar com heróis como o Hulk, Homem de Ferro, Viúva Negra, Thor, Capitão América e Kamala Khan também conhecida como Miss Marvel. No início assistimos ao que é uma celebração em homenagem aos heróis mais poderosos da Terra igualmente reconhecido como Dia A, mas o mal acaba sempre por surgir eventualmente para estragar a festa. Surge então o momento de os nossos heróis suprimirem estes malfeitores e protegerem os numerosos cidadãos que estavam em apuros.

Na pele dos nossos heróis

Finalmente estamos no controlo dos nossos heróis cada um com a sua particularidade, começando com o deus do trovão, Thor. Este acaba por ter uma familiarização com a mais recente aventura do ícone da Playstation, o Deus da Guerra, pois ambos têm o mesmo tipo de jogabilidade. Infelizmente, pouco é o tempo que passamos a atirar o Mjölnir à cara dos nossos inimigos, sendo que a personagem não é jogável após a missão introdutória no jogo.

Posteriormente, entramos na armadura de ferro e digo que a primeira impressão não foi a melhor e é algo que tenho a apontar sobre os personagens que estão ao nosso dispor, porque pouco é o tempo em que se apresentam e em que os controlamos, deixando assim uma péssima impressão sobre os mesmos, excluindo a Viúva Negra e o Thor, mas resumidamente o homem de lata pode voar, disparar misseis e lasers. Hulk, como brutamontes que é, acaba por destruir tudo à sua volta, com esta descrição percebe-se que é o típico “Heavy”. A Viúva Negra e o Capitão América acabam por se jogar de forma bastante idêntica, visto que ambos são bastante ágeis, tirando a parte que a Natasha não usa um escudo. Após esta primeira parte da experiência, comunico que o tempo que está nos entrega é muito insuficiente para vivenciar grande parte dos Vingadores, e assim formular uma opinião sobre a sua jogabilidade. Porém o que se segue surpreendeu-me.

Os Vingadores haviam perdido não só a luta, como o Capitão América e para piorar a situação toda uma área havia sido contaminada ao que presumo que seja radiação, devido a uma explosão que não conseguiu ser interrompida. Tristemente, existem diversos momentos da história que são passados à frente, ou seja, não temos o contexto de como o Bruce Banner e a Kamala Khan se conheceram. Mas graças à missão com estes dois personagens, senti a que a história, interações entre os personagens, momentos surpreendentes e o tempo de jogo com cada personagem mudassem a minha opinião sobre a primeira meia hora de jogo.

“Mr. Stark, I don’t feel so good”

Contudo, este mísero momento de felicidade com o jogo não durou muito, pois a missão que joguei era a última que se focaria na história principal do jogo, sendo para mim o ponto que me faz gostar do jogo, porque de resto tratava-se de missões repetitivas, que enjoavam ao fim de algumas horas. Ainda joguei com amigos, o que tornou este momento mais agradável, mas inesperadamente aconteceu algo, bugs. No início de uma missão que tinha iniciado, a câmara deixou de seguir o personagem e começou a transportar-se aleatoriamente por diversos locais do mapa. Quando finalmente consegui ter controlo na câmara, o meu personagem estava no espaço. Tendo uma plena noção de que se trata de uma Beta e que esta não é a versão definitiva do jogo, esta não deixou de me deixar desapontado com o que me foi apresentado. Adiciono também que é bastante triste pegar numa licença de um nome tão grande e colocar montes de microtransações e o tal conhecido Season Pass.

Grande desilusão

Apesar de me ter divertido, esta Beta não deixa de ser para mim uma grande desilusão, porque aparentemente é melhor fazer um Game as a Service do que um jogo que tem potencial graças a sua narrativa empolgante e ao facto de finalmente podermos jogar na pele destes personagens tão icónicos. Possivelmente num futuro distante poderei vir a comprar o jogo, mas definitivamente que nunca o compraria no dia 1.

Related posts