Subscribe Now
Trending News
Análises, Jogos

Gravifire (PS5) – Analise

Como jogadores temos sempre preferência em jogar novos titulos, sobretudo pelo grande elemento que mais se destaca, desde à jogabilidade, narrativa, personagens, etc.. Mas honestamente poucos são os jogos que agarram que não tem uma grande aventura para relatar. Porém nestes últimos dias estive a jogar algo que nos foi entregue pela Sometimes You, que desde já agradecemos pela cópia.

Gravifire é um simples jogo de puzzles, onde controlamos um pequeno alienígena dentro de um fato robótico, que tem o objetivo de colocar as caixas no seu local designado e para nos auxiliar nessa tarefa, temos o controlo da gravidade.

Sendo sincero, eu não sou um grande fã de jogos de puzzles, mas este aqui fascinou-me, devido às suas mecânicas apresentadas e por nos fazer puxar pela cabeça.

Adoro a ideia de pensar numa forma de como concretizar um certo objetivo e ter de pensar e repensar numa estratégia que realmente funcione para o concluir. Pois, com a mecânica da gravidade e outros obstáculos que vem sido introduzidos pelo caminho, a experiência torna-se diversa e consegue pegar nas suas ideias e reutiliza-las inúmeras vezes. Também é graças à sua pequena duração que torna esta uma experiencia apreciável.

A banda sonora é simples e os efeitos de som pode-se dizer o mesmo, mas apesar de simples e estarem em loop, não me incomodaram de todo.

Acho que o único fator que me fez coçar a cabeça várias vezes foi a falta de um botão de retroceder, de maneira a que o jogador não seja prejudicado devido um mínimo movimento e não ter de repetir toda a sequencia até ao momento. Pois, os puzzles acabam por vezes a ter uma longa duração no seu procedimento.

Para um jogo a um custo justo, faz bem naquilo que pretende, é simples e nada de mais, mas os seus puzzles são bastante bem pensados colando-me em situações em que fiquei preso durante um bom tempo. Se quiserem algo para por a prova a vossa massa cinzenta, este é um jogo que recomendo.

6.0
Score

Pros

  • Bom designs do puzzles
  • Ao fim de um tempo não chega a ser maçante
  • Controlar a gravidade para resolver os puzzles

Cons

  • Falta de um botão para retroceder os passos anteriores

Related posts