Subscribe Now
Trending News
Análises, Tech

Elgato HD60 Pro (PC) – Análise

Já há muito tempo, que tinha o interesse em adquirir uma placa de captura. Contudo, o objetivo para a ter, não era muito claro ainda para mim, ou era para gravar as minhas aventuras em trophies hunt (na Playstation 4) ou simplesmente, para as transmitir para os meus amigos (e não só) nos jogos online, como Mario Kart 8, Fifa 21, One Piece Pirate Warriors 4, entre outros.

Há cerca de duas ou três semanas, ao navegar pela Amazon, deparei-me com uma promoção de 20%. Decidi comprar logo a Elgato HD60 Pro, não só pelos meus projetos pessoais, mas também por causa da CaixaNerd.

Para todos os que queiram adquirir este produto da elgato, tenham em mente os seguintes requisitos:

Necessitam de um PC com:

Windows 10 (64-bit)

Processador 4º geração Quad Core Intel Core i5, 2 Ghz ou mais

PCIe 2.0 (x1/x4/x8/x16)

4GB de RAM

Para instalar basta colocar a placa no slot PCIe e fazer uma ligeira pressão (em suma, um processo muito simples).
A placa dispõe de duas entradas hdmi, uma para input, onde ligamos as nossas consolas ou placa gráfica caso queiramos capturar as janelas de outro PC, e uma outra de output, onde podemos ligar uma televisão ou monitor.

Depois da instalação e de ligarmos o PC, necessitamos de instalar o software da elgato. Essa parte também é fácil, pois basta irmos ao site da marca, procurar a nossa placa, ir à gestão de software e escolher o programa Game Capture HD.
Neste último passo, fui um pouco “batoteiro”, pois falei com o nosso colega Daniel Silva e pedi-lhe o link directo, a minha sorte foi saber que ele também usa alguns produtos da elgato (por isso ser mais rápido e fácil “chatea-lo”).

Ao abrir o Game Capture HD, temos disponíveis vários separadores/abas de: captura (onde podemos configurar onde guardar as nossas gravações), partilha (para escolhermos as plataformas que queremos partilhar e como exportar os ficheiros), teclas de atalho (a fim de definirmos as que teclas a usar para iniciar/ parar a gravação, fazer screenshots ou para capturar os últimos minutos da nossa gameplay, algo similar ao botão share das consolas) e avançados (onde, sem entrar em grandes detalhes, podemos ajustar a codificação e descodificação de vídeo).

Podemos ainda aceder às definições da própria placa onde configuramos : a qualidade de captura e se queremos a 60 FPS, a entrada de áudio, ajustar o brilho, o contraste saturação e matiz da captura, e identificar o dispositivo do qual estamos a capturar uma função que não interfere em nada na utilização podendo capturar gameplay de ps4 estando identificado como Nintendo Switch, sendo mais útil se usarmos a função de criar vários perfis com configurações diferentes.

Podemos também aceder às definições da própria placa onde configuramos: a qualidade de captura (e se queremos a 60 FPS), a entrada de áudio, ajustar o brilho, o contraste saturação/matiz da captura, e identificar o dispositivo do qual estamos a capturar. É de se realçar que este software ainda nos permite fazer edições nas nossas capturas (nada muito complexo), como por exemplo, cortar partes da nossa gameplay. Para quem está habituado a um software de edição, pode achar este um pouco contra intuitivo, uma vez que os comandos são simples e podem gerar alguma confusão na sua utilização.

Para quem queira usar esta placa para uma livestream, é nos permitido sobrepor alguns overlays incluídos, assim como a webcam, gravando e transmitindo tudo num só ficheiro e programa.

Ao longo dos meus testes, experimentei vários jogos, para perceber se existia algum input lag, uma vez que um dos selling points da placa (que é o que a elgato chama de instant gaming). Com base na minha experiência posso afirmar que tudo parece ser “instantâneo”, pois ao testar jogos tais como Tekken e Splatoon tudo correspondia na perfeição. Talvez, para quem joga a nível competitivo, possa notar um milisegundo de delay, mas, para qualquer outro utilizador tal não irá fazer diferença.

Um problema que encontrei ao utilizar esta placa, foi o facto de que se tivermos a opção de hdmi link ativo para a TV ligar pelo comando, da PS4 ou na Nintendo Switch, sempre que clicamos no botão home, a TV liga ou muda para uma entrada hdmi. Para resolver este problema basta desativar essa opção nas definições da Playstation, já na Switch temos que desativar a opção “Match TV Power State”.

No geral o modelo HD60 Pro, será uma das melhores soluções no mercado, para quem queira fazer stream ou gravar gameplay em 1080p, sem sacrificar input lag. Por outro lado, estes produtos costumam ter um preço um pouco elevado, um custo a suportar pela qualidade oferecida pela elgato.

Deixo aqui o vídeo do Unboxing, montagem e testes que falei anteriormente.

8.0
Score

Pros

  • Qualidade do produto
  • 1080p 60FPS
  • Instalação
  • Instant gaming
  • Software

Cons

  • Preço
  • Ter que desativar o Wake Up por HDMI

Related posts