Subscribe Now
Trending News
Artigos, Jogos

Dual Universe (PC) – Beta

Dual Universe, é um MMORPG (Massively Multiplayer Online Role Play Game), produzido pela empresa Novaquark. Este é um jogo em primeira pessoa, com uma base em simulação espacial no género de sandbox game (em que o jogador possui “praticamente” total capacidade criativa para chegar ao objetivo em questão).
Este novo produto da Novaquark, tem como inspiração jogos como: Eve Online, Star Citizen, Minecraft, No Man’s Sky e até Space Engineers, pois combina vários elementos característicos destes.

Projeto Renascer…

Esta aventura inicia com uma intro estimulante, onde é narrado a estória deste universo:
Lembro-me como se fosse ontem, o pânico, os conflitos, mas depois a aceitação. A aceitação que a Terra ia ser destruída e nada podíamos fazer para o impedir. Uma estrela de Nêuton ia colidir e milhões de anos de história destinavam-se a evaporar num ápice.
Assim, nasceu o Projeto Renascer, em que havia possibilidade de ganhar uma lotaria (pelo qual todos na Terra lutam, de forma a sobreviver), e assim conseguir continuar a viver, a anos-luz de distância. E eu ganhei, e assim cheguei à nave Arkship, sou um pioneiro no meio de milhões, para iniciar o trabalho de reconstruir a civilização humana, num novo sistema solar.
Estive num sono profundo durante toda a viagem, e agora estou pronto para começar a minha jornada, ou A Nossa Jornada!

Esta intro acompanhada por uma fantástica banda sonora, ajuda-nos a enquadramo-nos no mundo em que vivemos e o que estamos a fazer no meio do espaço.

Com os tutoriais existentes (que podemos sempre saltar), é possível perceber a dimensão que Dual Universe pode alcançar, pois é um universo que pode ser compartilhado por milhões de jogadores. Qualquer personagem pode se especializar em áreas distintas (como se fossem roles que cada um pode assumir), como por exemplo: seguir a área politica (e acabar por tornar num magnata); ser um simples mercador (que ganha a vida a vender e a comprar materiais/minerais); tornar-nos num explorador intergaláctico que anseia em descobrir novos planetas (nunca antes vistos e sermos os primeiros a chegar a um local, para deixar a nossa marca – “Fui o primeiro!!!” ou “Eu estive aqui!!!”), ou seguir um o caminho mais “rebelde” (assaltar outros jogadores, ser conflituoso e gerar guerras).

Ao longo desta aventura, é muito fácil perceber que a Novaquark apostou bastante na base social, isto é, existe uma “sociedade” complexa onde podemos criar organizações ou nos juntarmos à que se enquadra com os nossos objetivos.
A nível de trabalho gráfico, ficamos deslumbrados pelo elevado grau de detalhe e pela sua qualidade para um MMORPG (podendo ser um pouco pesado para algumas máquinas). No entanto, todo este nível de detalhe é apenas notório dentro da base inicial ou junto aos transportes que temos ao nosso dispor. Visto ainda ser uma versão beta, existem aspetos a melhorar, mesmo dentro da temática gráfica (que são evidentes), pois a nível planetário é notório que as texturas do terreno ainda não estão finalizadas.

Detalhe juntos às naves

Texturas do terreno inacabadas

Olhando um bocadinho para a simulação espacial e para o género sandbox game, Dual Universe, apresenta um Mundo editável, mas o que é que isto quer dizer? Que podemos editar tudo o que possuímos. Tendo a capacidade de explorar e minar materiais/minerais que nos possibilitam construir ferramentas, edifícios, ou até mesmo fazer evoluir/modificar o que já existe (ex.: bunkers, naves ou outro tipo de transportes). Mas mais do que isso, podemos criar, utilizar scripts (sim, estão a ler bem) para personalizar os nossos equipamentos e torná-los únicos.
Observando com mais atenção a capacidade de mineração, ela não serve apenas para encontrar materiais para construir, pois se incluirmos a habilidade de negócio, também existe a possibilidade de entramos no ramo do comércio, e aqui podemos ter um controlo diferente sobre o mundo em que vivemos, pois podemos explorar mais as “minas”, refinar alguns dos materiais/minerais e economizar, ou seja, vender aos melhores preços, criando assim um monopólio.

A mineração de materiais/minerais (neste caso quartzo)

Este Universo…

Com a experiência que tive, foi possível concluir que sem dúvida que Dual Universe, apresenta um conjunto de ideias que prometem revolucionar os MMORPG’s, principalmente os de género espacial. Como foi referido anteriormente, existem diversos caminhos que podemos seguir, para isso temos de utilizar uma “árvore de talentos”, que nos permite melhorar as nossas capacidades e/ou focar numa especialidade pretendida.
É um vasto Universo a ser explorado, pois é possível chegar aos confins da galáxia à procura de novos planetas com diversas biomassas, conquistar novas terras e (de uma forma geral) monopolizar o Universo.
Como já mencionado, sem sombras de dúvidas que os gráficos apresentados são fascinantes, e que a capacidade de liberdade de editar tudo à nossa volta, nos permite “viver” e imergir mais intensamente neste MMORPG.
Contudo, ressalva-se que este jogo ainda está numa fase beta (a versão final está prevista sair em 2021), logo ainda não está finalizado, o que indica que ainda há elementos a corrigir e a melhorar. Mas com todas as ideias apresentadas, acredito que tudo isto esteja a ser trabalhado, para quando for oficialmente lançado, esta aventura espacial deixe a sua pegada e marque a diferença no Universo dos jogos. Este MMORPG apresenta os seguintes preços: 20,97 € por 3 meses; 38,45 € por 6 meses (com 15 dias grátis); e 69,90 € por 12 meses (com 2 meses gratuitos).
Com base na minha experiência e acreditando no potencial (no momento que seja lançado oficialmente, com melhorias significativas e correções de “bugs” existentes na versão beta), creio que ao jogo final poderei classificá-lo entre 7.0 e 8.0.

Partilhamos convosco o trailer deste MMORPG espacial…

Related posts