Subscribe Now
Trending News
Análises, Artigos, Cinema

ARRIVAL para ver e rever

Tal como prometido, a CaixaNerd este mês faz referência e análise a um filme que vai passar este domingo (dia 25 de outubro) no canal Hollywood, às 20:05, o Arrival uma longa-metragem para ver e rever.
É um filme de 2016, muito aclamado pela crítica e pela academia de cinema, num ano especialmente bem representado no cinema, repleto de filmes de extrema qualidade que estiveram na corrida pelos prêmios mais afamados desta indústria. Tendo arrecadado 8 nomeações na 89ª edição dos Óscares e vencido o prêmio na categoria de melhor edição de som.
O diretor Denis Villeneuve (conhecido por dirigir filmes como Prisoners, Enemy, Blade Runner 2049 e mais recentemente Dune, um filme a estrear em 2021), fez chegar aos cinemas em 2016 uma adaptação do conto de Ted Shiang, Story of Your Life.
Arrival, apresenta-se como um filme de ficção cientifica, com elementos de drama, mistério e thriller. Também conta com um elenco recheado de nomes bastantes conhecidos por todos, tais como: Amy Adams (descrita, por alguns críticos como sendo uma estrela neste filme), Jeremy Renner, Forest Whitaker e Michael Stuhlbarg.

Este filme narra a estória principalmente do ponto de vista de Louise Banks (Amy Adams), uma conceituada linguista, que recrutada pelo governo americano (mais propriamente pelo Coronel G.T. Weber (Forest Whitaker)), após a Terra ser invadida por doze naves extraterrestres, que pairam silenciosamente em locais diferentes do globo. Além de Banks, o governo também recruta Ian Donnelly (Jeremy Renner), um físico para ajudar Banks com equipamentos que permitem comunicar com a espécie alienígena.
Durante as pesquisas, Banks e Donnelly entram em contacto com dois seres, que os denominam de Abbott e Costello. Esta interação cria a esperança de uma abordagem mais amistosa, de modo a tentar perceber o que estes seres pretendem da humanidade. Após este contacto, os nossos protagonistas conseguem decifrar uma palavra (que gera bastante conflito, quer entre os cientistas americanos, quer com o dos outros países que também estão a tentar interagir com os extraterrestres das outras naves dispersas pelo globo), sendo a palavra “arma”, que faz com que alguns investigadores abandonem a pesquisa.
Banks, devido a sua capacidade de análise linguística, acredita que as palavras geradas pelos heptapodes (nome dado aos seres alienígenas), podem ter diferentes interpretações, pois nem todos têm de seguir o mesmo padrão (como por exemplo, em alguns países os cangurus podem ser denominados por cangurus e noutros por coelhos gigantes). Isso leva-a a crer que pode existir uma mensagem para toda humanidade, que está dividida pelas 12 naves que pairam na Terra, que se for decifrada pode evitar uma guerra.

Arrival apresenta uma premissa bastante interessante, que é a interação humana com seres de outros planetas (que não desejam conquistar a Terra). Nesta longa-metragem verificamos como a língua pode ser um entrave (mesmo entre seres da nossa espécie), mas também a arma mais poderosa de todas. O diretor Denis Villeneuve, consegue mostrar como os humanos reagiriam com este “primeiro encontro”, e como “nós” abordaríamos o problema.
Não devemos esquecer a forma como todo este filme é apresentado, pois a sua própria edição ajuda a compreender todo o enredo envolvente. Para imergir ainda mais neste drama de ficção científica, somos contemplados um excelente trabalho de sonografia, em que todos os sons apresentados e como surgem ajudam a manter a tensão nos momentos mais críticos.
Por último, mas não menos importante, destaca-se a interpretação de Amy Adams, que é fenomenal, tal como referenciada anteriormente “é simplesmente uma estrela”.
Em suma, é um filme bastante bem conseguido, com diversos elementos de excelente qualidade que nos permite desfrutar desta aventura sem tirar os olhos do ecrã (apesar da interação entre humanos e extraterrestres não ser algo novo dentro do género). No entanto, pode haver pessoas que possam não gostar ou que o achem de difícil de interpretação.

Deixámo-vos o trailer desta longa-metragem, que se tiverem interesse podem ver dia 25 de outubro às 20:05 no canal Hollywood

9.0
Score

Pros

  • Premissa bastante interessante
  • Edição de filme
  • Excelente sonografia (todo o trabalho de som)
  • Prestação de Amy Adams

Cons

  • Potencialmente interpretação complexa (para algumas pessoas)

Related posts